Blog de Revisão

Após casamentos e namoros com homens mulheres encontram a felicidade com outras mulheres

Discretas

A resposta? Numa delas, os estudiosos definiram os quatro tipos mais comuns de relações entre eles e elas. Dispostos a descobrir isso, uma equipe de professores da Universidade de Wisconsin-Eau Claire, nos Estados Unidos, realizou uma pesquisa com adultos, com idades entre 18 e 52 anos, que mantinham amizade com pessoas do sexo oposto. Eles também se mostraram mais dispostos a ter um encontro amoroso com as amigas do que elas com os amigos. Em outro estudo realizado pelo mesmo time de pesquisadores, os entrevistados foram convidados a nomear os benefícios e malefícios das amizades intersexuais.

Pesquisar amigas solteiras 904786

Metade das mulheres mantém um homem na reserva caso a relação atual acabe

Mas a grande maioria teria mais dúvida em falar de questões subjetivas, emoções, fragilidades, medos e desejos, principalmente porque foram, e continuam sendo, educados para reprimir as emoções, o que torna mais difícil se abrir e se tornar íntimo. Abriu essa possibilidade. Hoje, vemos mulheres se relacionando com mulheres toda hora e isso acaba tornando a escolha mais possível — afirma a antropóloga. Os anos passaram e as afinidades se perderam. Queria partir para a vida, viajar, ver filmes, aprender, e ele queria coisas diferentes dos meus sonhos.

Pesquisar amigas solteiras busca 49345

Casal perfeito?

Levantamentos mostram que as mulheres continuam subindo ao altar, e muito. Fazem isso sem os medos do passado e, em geral, se casam de segundo — e de novo se preciso for. Entre os casamentos que acontecem hoje no Brasil, a maioria exatamente é o de estreia, o primo de ambos os noivos. Por isso, quanto mais cedo se arrumasse um marido, mais tranquilos ficavam os pais. Nesse ponto, nem tudo mudou tão assim, conforme comprova a história da analista de mídias sociais Fernanda Poli, 31 anos. No entanto, hoje ela comemora a iniciativa. É o que lembra a executiva de recursos humanos Glaucy Bossi, 39 anos, que pediu o divórcio após sete anos de casamento e dois filhos — e, depois de três anos de solteirice, recasou com um colega de trabalho, com quem teve uma filha. É difícil quando é você quem vai embora. Mas ainda era nova, estava com 30 anos, e tinha amigas e amigos de todo tipo, solteiros, casados e divorciados.

Especialistas

Estava sempre posto. Com 3 meses de namoro, passamos a trabalhar sexo 1, 2 por dia. Pra mim, matematicamente estava ótimo. Nos casamos e zero mudou. Que por ela, único faria 1 vez por semanada. Fiquei me perguntando: Quanto ela pode falar isso, sendo que no entrada do namoro, fazia 3,4 vezes por dia. Eu a procurava e sempre as mesas desculpas e com promessas que faria restante tardiamente ou no dia seguinte sem falta… e zero acontecia. Ela engravidou e passamos a trabalhar 1 vezes por semanada e sempre depois de muita repetição da minha pedra.