Blog de Revisão

A arte da guerra: legionários ou mercenários?

Desejo

Tiros, perseguições, motos em alta velocidade, sequências impossíveis de serem feitos em um mundo real. É um filme de amigos, que se utiliza da sacanagem controlada, todo tempo. Que se ajudam com filosofia barata do cotidiano, mas que se apresenta mais existencialista do que qualquer outra. Questionam-se se a produtora brasileira foi paga e que muitos Sly machucou o pescoço fazendo as cenas. Concentre-se nas conversas debochadas, com o equilíbrio tênue entre realidade e obviedade. Como disse, um filme de macho com testosterona exacerbada.

Mulheres que precisam 506586

Militares estrangeiros

Descobri dezenas de arquivos — desde manuais de minas antipessoais e dispositivos explosivos improvisados IEDs, na sigla em inglês passando por imagens de drones de reconhecimento. Havia também algumas edições de livros famosos — incluindo Mein Kampf Minha Luta, escrito pelo nazista Adolf Hitler , a saga Game of Thrones e um guia para trabalhar vinho. Também havia imagens do drone de Ain Zara. Pelo que apuramos, é comum que os mesmos combatentes se movam de uma zona de conflito estrangeira para outra.

Mostrar mais

O rapaz hesita, pensa, torna a pensar e desata a rir. Eu queria deixar aquilo. Eu só queria libertar a guerra. Eu queria abandonar o grupo armado. O seu ídolo é Leo Messi, que foi recentemente precito pelo Tribunal Provincial de Barcelona a pagar as custas do processo contra elEconomista. Todos eles passaram pelos grupos armados.